FOTOGRAFIA DE VIAGEM: COMO FAZER AS MELHORES FOTOS - Cláudia Polycarpo - Fotografia

FOTOGRAFIA DE VIAGEM: COMO FAZER AS MELHORES FOTOS?

O feriado de carnaval chegou e grande parte das pessoas prepara suas malas para viajar. Seja o destino já explorado ou não pelo viajante, na era digital, o bordão novelístico de que “cada mergulho é um flash” sempre se aplica. Todos querem registrar cada instantedo local que visitam, sejam momentos de descoberta ou de interação social entre amigos. 

Em tempos em que a tecnologia é quase mais rápida que o nosso pensamento, o compartilhamento de tudo que é vivido voa nas asas do cometa. Produzir imagens de impacto sempre contribui para um lifestyle interessante no universo midiático...atrai seguidores, traz visibilidade. Por isso, muita gente quer conhecer o pulo do gato, já que nem todo mundo consegue ter um fotógrafo profissional “full time” ao seu dispor, para fazer registros mais técnicos.

 Pensando nessa demanda, criei esse artigo com dicas interessantes para melhorar a qualidade dos seus clicks. Ele será seu manual de boas fotos nessa e nas próximas expedições. Espero  que faça bom proveito.

  1. BUSQUE REFERÊNCIAS INSPIRACIONAIS

Antecipe-se, já verificando na mídia, imagens produzidas por outras pessoas que já estiveram no local que vai visitar. Não é para copiá-las, mas para perceber os melhores ângulos; conhecer mais o local e planejar outros que podem ser explorados.

  1. FIQUE DE OLHO NO MANUAL DO EQUIPAMENTO

Seja uma câmera compacta, profissional, de ação  ou mesmo, um celular, atente para o manual de cada um deles e todas as possibilidades que esses equipamentos oferecem. Pese os prós e os contras ao levá-los (peso, resolução, nitidez, capacidade de bons registros em situação de menor incidência de luz, estabilidade...). Depois, escolha o que melhor se adequa às suas necessidades.

  1. NÃO ESQUEÇA DO TRIPÉ

Com uma grande variedade de tripés no mercado, eles podem ser uma “mão na roda”para evitar que você  toda hora incomode seus amigos , parentes ou estranhos, solicitando que o fotografem . Leves e portáteis, vão a todos os lugares, cabem, inclusive, em bolsas pequenas. Basta fixar a câmera ou o celular neles, programar o temporizador e posar.

Particularmente, não gosto dos bastões de selfies. A mim, incomoda vê-los  aparecendo na imagem. O tripé dá um pouco mais de trabalho, mas, ao meu ver, é bem melhor.

  1. SAIA DO ÓBVIO! COMPONHA

A criatividade na fotografia implica, principalmente, em composição.  Ela consiste em arrumar os elementos da imagem, de forma que eles estejam dispostos no quadro de forma harmoniosa. Exige estudo, intuição e senso estético. A observação é uma ótima forma de treinar o olhar para fazer registros mais criativos.

Das muitas possibilidades, seguem algumas: luz e sombra, molduras naturais, reflexos na água , espelhos, vidros; elementos geométricos  , posicionamento variado (fotos de baixo para cima ou de cima para baixo, por exemplo)... entre outros. Dê asas à imaginação.

 

5. FIQUE ATENTO À REGRA DOS TERÇOS

Engana-se quem pensa que o melhor enquadramento é o da centralização. Na maioria das vezes, ele não produz resultado tão agradável ao nosso olhar. A não ser que seja em situações onde queira–se destacar a perspectiva. Por exemplo: Alguém parado no meio de uma estrada longa, que se afunila. Nesses casos, centralizar é mesmo uma boa opção.

Mas recomendo uma técnica fácil e certeira: a chamada regra dos terços. Basta imaginar o traçado de um jogo da velha em seu enquadramento. O elemento a que quer dar destaque deve ser posicionado em uma das intercessões do quadro. Algumas câmeras e celulares disponibilizam uma grade sobre a tela, para melhor aplicação da técnica.

Outra dica importante:Em caso de fotografar o horizonte, enquadre-o em um dos terços, ao invés de no meio da foto. Ah! E não esqueça de alinhar o horizonte. Nada de foto torta!!

6. USE E ABUSE DO DESFOQUE

Destaque o elemento desejado, colocando-o em primeiro plano e desfocando levemente o fundo. Se for pessoas ou animais, foque nos olhos, visto que essa é a área que concentra maior expressividade.

O fundo desfocado sempre é a melhor opção para fotos de pessoas. Dá um ar profissional e mais bonito. Algumas marcas de celulares, oferecem esse recurso. Se não é o caso do seu, e se não possui uma câmera que fotografe em manual ou no semiautomático de retrato, recorra na edição, aos aplicativos, que viabilizam essa alteração .

 

 

7. ESTEJA ALERTA AOS ELEMENTOS DO AMBIENTE

Na ansiedade de registrar o momento, esquecemos muitas vezes de avaliar o fundo da imagem. Nessa hora, menos é mais. Quanto mais limpo, melhor. Atente também para o ambiente de um modo geral: resíduos ou objetos deixados no chão... galhos de árvores ou postes localizados atrás da cabeça de quem está sendo fotografado, parecendo a extensão do corpo, posições muito artificiais, roupas desalinhadas... cabelos ao vento... (esse último, dependendo da cena, pode até ficar expressiva a imagem, mas não custa ter cuidado).

 

 

8. OBSERVE A LUZ

Composta dos elementos photo= luz e graphein= desenhar. Etimologicamente, a palavra fotografia significa , no sentido literal, “marcar a luz”, “registrar a luz” ou “desenhar na luz”.

Sendo assim, antes de clicar, observe a luz: De que direção ela vem? É intensa ou dura? Em que locais ela produz sombras? Com base nisso, você poderá se posicionar ou mesmo orientar pessoas para que se posicionem de uma forma a favorecer o aproveitamento da luminosidade. Fique muito atento ao contraluz. Ele, geralmente é benvindo em fotos de silhueta, como as de pessoas ao por do sol.

Quando o sol estiver a pino, como no horário de meio-dia, vá para um local coberto e fique bem próximo ao limite entre a sombra e a luz. Debaixo de árvores ou em janelas são ótimas opções. Se a foto, for apenas da paisagem, aproveite, pois nesse período , as cores ficam bem mais contrastantes e você poderá produzir verdadeiros cartões postais.

 

9- FUJA DO FLASH DA CÂMERA

Nãose engane! Flash de celular ou o modelo pop-up, que vêm inseridos nas câmeras, produzem luzes intensas, duras, que ajudam a produzir um efeito estourado e fantasmagórico. Prefira luz natural ou então, use a lanterna de outro celular. Você verá que o resultado será bem melhor.

 

10-MUITA PACIÊNCIA NAS FOTOS NOTURNAS

Para quem entende um pouco mais de fotografia, recorrer ao manual do ISSO, pode facilitar a captura da imagem em condições de pouca luz. Como já foi dito, recursos como o da lanterna do celular, do aproveitamento de alguma fonte de luz mais agradável, podem evitar aquele efeito de granulação nas imagens, decorrentes da baixa luminosidade. Modelos de celulares mais modernos funcionam bem em baixa condição luminosa. Câmera mais avançadas também. Esse é um aspecto para você atentar no momento de escolher seu equipamento.

Quando nada favorece e você não quer perder a foto, recorra à estabilidade dos tripés. Locais mais escuros exigem que o obturador da câmera seja disparado mais lentamente. Fixado o equipamento em um local não sujeito a tremor, o resultado será melhor.

11- EXPLORE A GOLDEN HOUR

Você já ouviu falar nela?Agolden hour, ou hora dourada, é o momento em que o sol se põe. Eu adoro fotografar nesse horário. As cores ficam mais lindas, têm mais suavidade e harmonia. O resultado é sempre poético e inspirador.

Outra opção muito boa é o nascer do sol. Para quem se anima a acordar bem cedo, por volta das cinco da manhã, as luzes dessa fase também são um show à parte. Programe-se e aproveite.

 

12. É MELHOR GARANTIR O CLICK

Dica simples: Para não correr o risco, tire sempre mais de uma foto da mesma cena. Assim,  não se arrependerá  de ter perdido um ótimo registro.

13-ESTEJA ATENTO AO MOMENTOS ESPONTÂNEOS

As fotos espontâneas, em muitos casos, são as melhores. Fique ligado para não perder um instante decisivo. Crianças, principalmente, são mais fotogênicas em cenas de espontaneidade.

14-NÃO ESQUEÇA DOS DETALHES

Lugares turísticos são ricos em elementos que caracterizam o local. Dê ênfase a detalhes conceituais. Sendo aproveitados de forma bem planejada, eles falarão por si só do lugar.

15-EXPLORE O MOVIMENTO

Seja referente a pessoas ou situações, busque fotografar cenas de movimento. Elas trazem emoção e contam histórias.

 

16-EXPLORE A SIMETRIA DA PAISAGEM

É possível compor muitas fotografias surpreendentesexplorando linhas, quadros, elementos geométricos. Busque por eles diante do cenário a sua frente, especialmente das construções.

 

14. CAPRICHE NA PÓS-PRODUÇÃO

 

A internet tem disponibilizado muitos recursos de edição. Pesquise os programas e aplicativos  que mais lhe agradam, use-os de forma criativa, mas com bom senso estético. Nada de exageros! As vezes, pequenos acertos de contraste, saturação e brilho já fazem a diferença.

 

Espero que com essas dicas, você realize belos registros. Mas não esqueça: Armazene cada  um deles  de forma organizada . Dê também prioridade a revelá-los. Imagens não impressas, podem se perder no mar do esquecimento.

Boas fotos e uma ótima viagem!