TODA MULHER PRECISA DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS. SAIBA PORQUÊ.


Nós, mulheres, carregamos uma carga emocional muito grande, principalmente, porque acumulamos muitas tarefas ao longo do dia.

A maioria de nós cuida da carreira, da família, com filhos ou não, da rotina da casa e acaba esquecendo de si. Temos a tendência que querer dar conta de tudo e acabamos adoecendo com isso.

Não estou falando, necessariamente, de uma doença diagnosticada como, por exemplo, obesidade, diabetes, depressão, ansiedade, mas daquela mulher que está em prejuízo, por exemplo, aquela que não consegue fazer uma atividade física, não consegue dormir, não tem energia, não tem uma memória boa, tem medos, dores pelo corpo.

 

Todo mundo que está em sofrimento tem algum motivo para estar nessa situação, no corpo e na mente, vejamos alguns deles:

 

-Stress;

-Sedentarismo;

- Tabagismo;

- Alcoolismo;

- Má alimentação;

-Intestino em desequilíbrio, o intestino já não absorve nem metaboliza os alimentos adequadamente.

 

Motivos pelos quais a mulher precisa suplementar:

 

- Desnutrição cerebral, devido aos hábitos alimentares da vida moderna;

- Neuroinflamação, causado pela desnutrição cerebral;

- Neurotoxidade: devido ao consumo de agrotóxicos, açucares, alumínio, glutamato monossódico, presente nos alimentos industrializados, à exposição à poluição e à agentes químicos, devido ao uso de produtos de limpeza, metais pesados contidos em cosméticos que em contato com nossas mucosas entram em nossa corrente sanguínea.

 

Quais doenças relacionadas à desnutrição cerebral podem se desencadear ao longo da nossa vida?

 

- Prejuízo na memória;

- Depressão;

- Ansiedade;

- Síndrome do pânico;

- Doenças degenerativas cerebrais, Doença de Parkinson, Alzheimer, dentre outras;

- Hiperatividade.

 

Precisamos tratar nosso corpo não somente com remédios, mas com nutrição, uma vez que, o valor nutricional dos alimentos de hoje não é mais o mesmo de antigamente, por diversos fatores. Por isso é importante suplementar.

 

Existem dois tipos suplementos nutricionais no mercado:

 

Suplementos sintéticos que são produzidos em laboratório a partir de derivados do petróleo e tem uma absorção menor, de até 25%.

Suplementos orgânicos que são extraídos de frutas, legumes e hortaliças orgânicos e tem maior compatibilidade com o nosso corpo, sendo melhor absorvidos e não causam nenhum efeito colateral.

A suplementação orgânica é a mais indicada e de melhor qualidade, mas, infelizmente, apenas 5% dos produtos disponíveis no mercado são orgânicos, pois os custos de produção são mais elevados e a matéria prima escassa.

Vitaminas e minerais, especialmente as orgânicas, pode ser tomadas diariamente para prevenir e auxiliar ao tratamento de algumas doenças e não tem contra-indicação nem efeitos colaterais, pois não se trata de medicamento e, sim, de alimentos.

 

 

 

 

 

Vejamos algumas vitaminas e minerais importantes para saúde mental da mulher e alguns dos seus benefícios:

- Magnésio: nutre e fortalece o sistema cerebral e a imunidade;

-Coenzina Q10: produção hormonal, energia para o nosso cérebro e proteção cardiovascular;

- Vitamina C: considerado o melhor antioxidante, auxiliar a produção natural de colágeno, a produção de neurotransmissores, combate a oxidação do organismo e o envelhecimento precoce;

- B9 ou ácido fólico: produção de neurotransmissores, proteção dos neurônios, melhora humor, memória e inibe a duplicação de células tumorais;

- B12: auxilia no metabolismo do sistema nervoso;

- Vitamina D: induz a produção de serotonina (hormônio da felicidade), também tem relação com a saúde mental, do sistema imunológico, metabólico, ósseo e o envelhecimento;

- Zinco:melhora a capacidade cognitiva, reduz a fadiga cerebral e ajuda a organizar os pensamentos e ainda fortalece o sistema imunológico.

Quem quiser saber mais sobre suplementos orgânicos indicados para a saúde da mulher:

Whatsapp: 21-998280409

Ou me acompanhe nas redes sociais:

Instagram: www.instagram.com.br/eu.fabianamedina

Facebook: www.facebook.com/eu.fabianamedina

Bem-estar Colunista Fabiana Medina Nutrição Saudável