DICAS PARA NÃO ERRAR AO DECIDIR EMPREENDER - Suelen Guimarães - Contadora

abril 15, 2020

Uma grande parcela das pessoas tem o sonho de, algum dia, empreender. Muitos desistem só em pensar. Por se sentirem perdidos, sem saber o que levar em consideração. Sem saber se é o momento ideal. Por se acharem incapazes de comandar um negócio, por medo, insegurança, falta de incentivo, entre outros.
Não vou falar que empreender é fácil porque realmente não é. Mas só conseguimos alcançar a vida plena que tanto sonhamos enfrentando os nossos fantasmas. E finalmente, depois que passamos por eles e descobrimos que somos capazes, tudo fica muito pequeno diante do que conquistamos.
Empreender na minha visão é se dedicar ao que você ama, olhar para seu negócio e sentir orgulho, querer acordar todos os dias tendo novidades. É querer o crescimento dele a cada dia, lutar para que seja reconhecido. Aproveitar todas as oportunidades, trabalhar nossa criatividade a todo momento. É nos expor ao mundo e mostrar pelo que de fato viemos, acreditamos e mostrar por que nossa empresa é tão boa a ponto das pessoas sentirem que não há outra opção além de vir com a gente.
Dias difíceis virão. Mas, são nesses dias que devemos acima de tudo abraçar o nosso negócio e buscar alternativas para que ele não seja atingido. São nesses dias que devemos elevar o nível do nosso negócio, buscar idéias, fazer planos, e trabalhar mais ainda, para executar tudo.
O meu propósito nesse artigo é apresentar alguns pontos importantes que devem ser levados em consideração quando decidimos por empreender.
1.    Antes de qualquer coisa precisamos entender alguns pontos para que possamos gerir o nosso negócio de forma segura.

●    Escolher o segmento correto: esse é um dos primeiros passos, e verificar se o seu perfil combina com o tipo de empresa que deseja abrir;
●    Planejar e Definir Metas: será mais fácil refletir e identificar recursos necessários para ter sucesso;
●    Empreenda no que ama, conhece e tem domínio;
●    Avalie a viabilidade financeira: cada dinheiro colocado na empresa vai ter que voltar num determinado tempo;
●    Identifique um diferencial para seu negócio: faço com que sua empresa seja diferente das demais, saia do comum. Você terá que mostrar a seu cliente porquê ele tem que ir com você. Mostre seu diferencial;
●    Esteja ciente dos seus gastos, custos e despesas;

2.    Diferença de Gasto, Custo e Despesa

Gasto: é o que você desembolsa para adquirir determinado produto sem esperar retorno financeiro. Exemplo: Compra de Roupas, sapatos, eletrodomésticos, entre outros.
Custo: é o que a empresa precisa fazer para produzir um produto ou oferecer um serviço. Exemplo: Matéria-Prima, eletricidade da produção, embalagem, entre outros.
Despesa:As despesas englobam tudo aquilo que a empresa precisa ter para manter o funcionamento da estrutura mínima. São valores investidos na área comercial, administrativo, marketing, recursos humanos etc. Exemplo: Salário, luz, telefone, aluguel, material de escritório, entre outros.

3.    A importância da escolha do Ponto Comercial
A escolha do ponto comercial é de extrema importância, pois o crescimento do seu negócio também depende de onde está localizado seu estabelecimento.
Deverá levar em consideração alguns pontos:
●    Se no local escolhido enche em dia de chuva;
●    Verificar se o seu público alvo se encontra naquele local;
●    Se tem estacionamento perto;
●    Conhecer a vizinhança de sua empresa;
●    Verificar se tem condução que deixe seus clientes perto de sua empresa;
●    Verificar se é de fácil acesso para qualquer tipo de pessoa;
●    Verificar Junto a Prefeitura se sua atividade pode ser exercida no local escolhido;
●    Verificar se o local escolhido para sede de sua empresa tem habite-se, pois ao registrar a empresa no corpo de bombeiros vai ser exigido.

Outras dúvidas muito comuns ao decidir empreender é se irá começar um negócio sozinha(o) ou se precisa realmente ter um sócio(a). Qual o valor do capital social que tenho que inserir na empresa (e muitos ainda tem dúvida sobre o que de fato seria capital social). Abaixo explicarei todos esses pontos, então vamos lá...
4.    A Escolha do Sócio
A escolha de um sócio é de extrema importância. É como se fosse um casamento. Os sócios devem estar na mesma sintonia, querendo a mesma coisa para empresa. Deve-se considerar se você tem uma boa relação com a pessoa, se é uma pessoa fácil de lidar.
Lembre-se que ele não é igual a você, são pessoas completamente diferentes, ninguém e igual a ninguém. Deve-se verificar se ele tem um perfil que te completa.
Nas empresas que demandarem o sócio, deverá ser definido o papel de cada sócio na empresa, e qual o percentual de participação na mesma.
5.    Capital Social
O Capital social é de grande importância pois é ele que vai manter sua empresa funcionando até que ela venha a obter lucro suficiente para se manter sozinha.
Para escolha do Capital Social leve em consideração o tempo que você acha que sua empresa irá demorara para obter lucro, faça um previa de todos os seus custos, gastos e despesas necessários para o início de atividade, até que seu empreendimento comece a faturar de fato para pagar suas próprias despesas.
Ele é utilizado para a manutenção da empresa. Então, uma vez que você coloca o recurso, ele pode ser utilizado para comprar equipamentos, acessórios, contratar serviços, ferramentas, adquirir computadores, contratar funcionários, ou seja, tudo que for relacionado com o desenvolvimento do seu negócio.

Essas foram apenas algumas coisas que vão exigir sua atenção no mundo das empresas. Mas com certeza olhando para elas com carinho, você começará no caminho certo. Espero ter ajudado e qualquer dúvida pode fazer contato comigo.
Conte com a Valor Contabilidade Sempre!
 

SUELEN GUIMARÃES | VALOR CONTABILIDADE

Tel: (21) 2018-1735

Cel/Whatsapp: (21) 99800-8833

Instagram: @valorcontabilidade

www.sejavalor.com.br