O CARNAVAL ACABOU.  E AGORA, COMO SE ORGANIZAR FINANCEIRAMENTE? - Bárbara Bravo - Coach Financeira

março 18, 2020

Acabou a festa, e você chegou ao mês de março e ainda não fez o planejamento financeiro para 2020?  

Você tem uma nova chance de iniciar o ano com tudo em ordem ainda, não fique desanimada e desmotivada!!

Dizem por aí que o ano só começa de verdade no Brasil depois do Carnaval.

Então mãos à obra e comece a se programar e colocar as contas em dia!

Temos que colocar a ordem na casa, pois se você não cuidar das suas finanças, quem irá organizá-la para você?

O carnaval terminou e normalmente as pessoas acabam extrapolando nas comemorações e também nos gastos, pois não fizeram um planejamento adequado para essa época do ano.

Por isso chegou a hora de fazer o seu “diagnóstico financeiro” para colocar as finanças em ordem. Mas como fazer essa reorganização?

Hoje vou te dar alguns passos para tentar se organizar financeiramente para conseguir conquistar seus objetivos ainda esse ano.

Primeiro passo: assumir as dívidas, então se você tem dívidas à primeira coisa a fazer é saber exatamente o quanto está negativo.

Verifique quais são os tipos de dívidas que você possui, e veja quais os juros que você está pagando.

Evite ao máximo ficar inadimplente no cheque especial e nos cartões de crédito, pois são os maiores juros que tem no mercado para pagar.

É muito importante também, começar a se educar financeiramente, ou seja, mudar completamente o comportamento que você tem em relação ao seu dinheiro.

Segundo passo: comece a se organizar e se planejar para o futuro.

Liste todas as despesas (fixas e variáveis) e faça uma análise:

Verifique se existe margem para novos gastos, verifique suas pendências financeiras.

Somente após fazer o seu diagnóstico da situação financeira (quanto que você recebe e o total das suas despesas) será possível identificar excessos.

Você irá verificar que normalmente os excessos são em torno de 25/30% dos seus gastos atuais.

Então é hora de fazer uma limpeza geral, ou seja, cortar gastos, fazer um esforço para sair da situação de endividamento e evitar que isso se torne uma bola de neve financeira.

Terceiro passo: verificar se existem itens que podem ser vendidos.

Alguns itens de casa que são poucas vezes utilizados ou nunca, e itens como aparelhos eletrônicos, roupas, sapatos e brinquedos.

Eles podem gerar uma renda extra que pode ser uma ótima solução para conseguir juntar dinheiro para pagar as dívidas geradas pelos gastos excessivos do carnaval ou dívidas passadas.

Quarto passo: Saber quanto gastar e quanto guardar – não existe um método certo para seguir, mas para quem ainda não sabe nem por onde começar a se organizar, então minha indicação é seguir a regra 50/30/20. O que seria isso?

50% - Necessidades básicas: alimentação, moradia, saúde, transporte e educação.
30% - Desejos/Lazer: compras, entretenimentos e viagens.
20% - Investimentos: reserva financeira, quitar dívidas, e economizar/investir para objetivos, como a aposentadoria.

Sendo assim, notamos que todos nós precisamos estar cientes de quanto dinheiro gastamos, quanto planejamos guardar para o futuro e quanto podemos gastar para nossa diversão.

Sabemos que investir é um hábito e, como qualquer outro, pode demorar a tornar algo prático, que se faz naturalmente. No começo, vai ser bem difícil, sobretudo para quem está apertada ou não está acostumada. O ideal é começar aos poucos, com pequenas quantidades e depois estabelecer metas de curto, médio e longo prazo.

É essencial relacionar quais são os sonhos/metas, e saber o quanto cada um deles irá custar, em quanto tempo quer atingi-los e por fim qual o valor necessário a ser poupado para que eles aconteçam.

Então, seja a responsável da sua vida financeira e comece agora a desenhar aonde você quer chegar ao seu destino. Só assim você irá saber os caminhos necessários para trilhar e realizar o seu planejamento financeiro para conquistar seus objetivos!

Bárbara Bravo
Engenheira e Coach Financeira
Instagram: @bravofinancas