OS CONTROLES FINANCEIROS SÃO OS PRINCIPAIS COMPONENTES DA GESTÃO FINANCEIRA – Luciana Fernandes

dezembro 20, 2019

Uma boa gestão financeira permite ao empreendedor conhecer a atual situação da sua empresa a partir de indicadores econômicos, obtendo dessa forma dados consistentes para projeção de cenários, com o objetivo de manter os ganhos da empresa e honrar os compromissos assumidos com terceiros.
Os controles financeiros são os principais componentes da gestão financeira. Em momentos de crise, tão importante quanto controlar as obrigações já existentes é evitar a contração de novas dívidas. Essas ferramentas podem ajudar você a atravessar a crise sem que as contas saiam do controle. 
Controles financeiros

Ao analisar a gestão financeira do negócio, o empreendedor se depara com vários números e informações:
•    Quanto vendi este mês?
•    Quanto preciso comprar de produtos para repor o meu estoque?
•    Quanto minha empresa está lucrando?
•    Qual é a melhor forma de pagamento dos meus insumos?
•    Quanto vai sobrar no meu caixa no final do mês?

Além de lidar com números e questionamentos constantes, é necessário, ao mesmo tempo, tomar muitas decisões. E nem sempre elas são precedidas de dados concretos ou seguros. É para oferecer ao empreendedor informações úteis e confiáveis que os controles financeiros encaixam–se no cotidiano das micro e pequenas empresas.
Os controles financeiros são ferramentas e processos indispensáveis para a sustentabilidade dos negócios. Fazer esse acompanhamento é fundamental, pois os dirigentes visualizam a sua real situação financeira, a fim de propor ações e tomar decisões. 
Como fazer isso na prática?
Inicie pelo lançamento exato de todas as suas despesas, receitas, estoques e caixa no seu sistema informatizado de gestão. Se a sua empresa não dispõe de um sistema, não tem problema: anote todas as suas vendas, separe suas contas em pastas ou use planilhas; o importante é marcar.
Separe e anote também despesas fixas como água, luz, telefone, aluguel, serviços contábeis, entre outras, além do valor das retiradas mensais. Essa fase de organização engloba também separar as contas pessoais das contas da empresa.
Só assim você conseguirá medir o que de fato sua empresa está gerando de custos e o quanto cada custo, incluindo as retiradas dos sócios, representa na receita total.
A palavra de ordem é: anote, anote e anote! Entre os principais controles, temos:

•    Fluxo de caixa
•    Controle de caixa
•    Controle bancário
•    Controle de contas a receber
•    Controle de contas a pagar
•    Controle de estoques
    
Quais informações os controles financeiros podem fornecer para a minha empresa?

•    Projeção de vendas futuras e seus prazos de recebimentos.
•    Projeção das compras futuras e seus prazos de pagamento.
•    Projeção do valor que vai entrar no caixa da empresa referente às vendas já realizadas e quando isso vai acontecer.
•    Levantamento dos compromissos a pagar aos fornecedores e do pagamento de despesas operacionais mensais.
•    Levantamento das disponibilidades financeiras e das necessidades de capital de giro existentes para o período atual e futuro.
•    Levantamento do montante das contas de clientes já vencidas e o tempo de atraso.
•    Levantamento da necessidade de compras e reposição de estoques.

Quais benefícios minha empresa pode ter com a prática de controles financeiros?

Um dos principais benefícios é uma maior tranqüilidade quanto aos compromissos financeiros, uma vez que é possível planejar a data de pagamento dos fornecedores com o objetivo de evitar inadimplência ou perda de crédito, além de permitir antecipar decisões caso ocorra alguma dificuldade financeira na empresa.

Luciana Fernandes, contadora, consultora de negócios empresariais, palestrante, colunista do portal conexões femininas.
Whatsapp : 21 99567-2710
Instagram: consultoriafernandez
Facebook: lucianafernandesconsultoria