"A IMPORTÂNCIA DE SORRIR NA TERCEIRA IDADE"

Matriz Colunistas 24 300x300 1

A fatia da população brasileira que vem tendo o maior aumento proporcional é formado por pessoas acima de 60 anos, determinando uma preocupação futura com vários problemas econômicos, sociais e, muito especialmente, com a manutenção da saúde. Este processo de envelhecimento populacional célere e consistente, ocasionado pelo aumento da expectativa de vida do brasileiro continuará em curva ascendente nos próximos anos. Portanto, o ideal seria colocar em foco iniciativas para levar maior qualidade de vida ao segmento idoso de nossa sociedade. Os maiores riscos para a saúde tem origem no próprio comportamento individual, resultante tanto do nível de informação e vontade da pessoa, como também das vivências e barreiras sociais existentes. Incluído neste contexto está o estado de saúde bucal dos idosos. Saúde bucal comprometida pode afetar o nível nutricional, a higidez física /mental e consequentemente diminuir o gosto por uma vida social ativa.

Saber reconhecer as alterações fisiológicas e patológicas típicas do organismo do paciente idoso, faz parte da rotina do cirurgião-dentista.
Imprescindível a aproximação com o médico geriatra, objetivando avaliar a administração das drogas, visto que o idoso faz uso de alguns medicamentos que apresentam efeitos colaterais, ou, mesmo, provocam alterações no nível de saúde geral. Desta feita, acaba por se ter como “padrão ouro” constituir uma rede de suporte multidisciplinar para esta faixa populacional, que veja o indivíduo em seu todo, de modo integrado e sistêmico.

www.belluhodonto.com.br

Compartilhar

WhatsApp
Facebook
  • Ainda não há comentários.
  • Adicione um comentário